sábado, 8 de julho de 2017

Combinação Perfeita




Era uma manhã fria e preguiçosa de inverno. O celular despertou as 06:00 da manhã,e ela lutou contra a vontade quase que irresistível de ficar na cama,agradecendo intimamente por ser sexta-feira. Seguiu a rotina de sempre,e (como sempre)saiu atrasada pro trabalho.
O dia foi seguindo normalmente,até quando ela pegou o celular,e tinha uma mensagem dele: 
-Hoje to LOUCO pra FODER vc! Isso mesmo sem eufemismos,sem enrolação. E vc vai me servir sem reclamar,como a boa puta que é. 
Nesse momento,o diretor da empresa entra em sua sala,e a surpreende com o rosto corado pela sacanagem deliciosa que acabara de ler.
Certamente ele notou seus mamilos marcando sob a blusa de seda branca,pois estava olhando fixamente pro seu decote. Intimamente,ela reconheceu aquela massagem no ego que sentia toda vez que se via sendo desejada por alguém.
A "visita" na sala não tinha outra finalidade a não ser a de tornar aquela sexta-feira pequena demais pra quantidade de coisas a fazer. Ao final das recomendações,ele ja ia deixando a sala,quando se aproximou de sua mesa,e olhando fixamente em seus olhos disse:
-Deveria usar esta blusa mais vezes. Lhe cai muito bem.
-Ela sorriu,e se pôs a trabalhar,porém não se esquecia da mensagem recebida pouco antes.
Quando finalmente consegui terminar,viu que só faltava 10 minutos pro final do expediente. Pegou o celular e viu o que esperava: Novamente uma mensagem dele, passando o endereço e dizendo que a queria assim que saísse do trabalho.
Sorriu satisfeita,e correu pedindo pra um amigo segurar o elevador.
-Você deveria ser proibida de usar essa calça no trabalho. Ele disse enquanto a olhava com olhos famintos. Discretamente,se olhou no espelho e gostou do que viu. Aquela calça skinny ficava muito bem com as botas de salto grosso.
Ela tocou a campainha,e foi recebida com um delicioso beijo quente,que a permitiu sentir o quanto ele ansiava pela sua presença.
Tomou um banho gostoso e relaxante,e quando saiu usando uma lingerie branca que destacava ainda mais sua pele morena e um delicado hobby,ele a esperava na mesa de jantar,com seu prato predileto. Se alimentaram,e conversaram amenidades,até que ela percebeu que seus olhos mudaram e reconheceu aquele olhar. Era o olhar de "vou te comer" que ela tanto adorava.
A beijou nos lábios com gosto de vinho,enquanto suas mãos passeavam por seu corpo. Sua boca descendo pelo pescoço,até que chegou aos seios,onde ele delicadamente baixou o sutiã e começou a sugar seus mamilos da maneira que ela mais gostava. Alternava entre os seios,fazendo-a gemer de prazer. Até que,ali mesmo na cadeira ele colocou a pequena calcinha de lado,e literalmente caiu de boca em seus sexo úmido. 
Ah como ela amava aquela boca e a maneira com que ele a chupava. Ele conhecia e explorava cada milímetro como ninguém jamais havia feito.
Agora ela gemia alto e se contorcia,com aquele homem entre suas pernas. Até que explodiu num gozo intenso e desesperado,expelido seu néctar e lambuzando aquela boca habilidosa. Ele sorriu,a beijou e foi pra cama,enquanto ela ainda se recuperava. 
Ela tomou um gole do delicioso vinho,e ajustou a iluminação até ficar a meia luz. Conectou seu celular ao aparelho de som,e colocou um blues sensual e envolvente. Então,começou a dançar de forma provocante,enquanto tirava peça por peça do seu corpo. O desejo e a ansiedade nos olhos dele,a faziam se sentir sexy,desejada,e muito safada. Ja nua,ela se ajoelhou de frente pra ele,e olhando em seus olhos,passou a língua por toda a extensão daquele pau que já estava liberto e muito rígido. Abocanhou e sugou aquele membro que ela tanto amava,enquanto ele delirava de tesão,ele começou a foder sua boca,segurando-a pelos cabelos,então a puxou pra montar sobre ele. Ela deslizou a bucetinha molhada,sentindo-se preenchida por completo,e começou a cavalgar olhando nos olhos dele,enquanto ele dizia obscenidades deliciosas.
E foi assim que chegaram ao clímax praticamente juntos,em meio a gemidos,sussurros,tapas,e pedidos de mais e mais.
Então,ela deitou-se sobre o peito dele e ele a beijou na testa e disse: -Eu te amo.
Ela apenas sorriu e disse o mesmo. Ficaram assim por um tempo,até que ele disse: 
Bom,agora vamos nos arrumar e ir buscar nosso filhote que já to morrendo de saudades. 
E assim ela foi para casa com seu marido,pensando que mesmo depois de 10 anos,ele ainda é o homem que faz seu coração bater mais forte,e desperta seus desejos mais íntimos. 

Cris.





6 comentários:

  1. Nossa Cris, arrebentou eihnnnn... Parabéns ótimo texto!

    ResponderExcluir
  2. Excelente conto. Gostei

    Bjos
    Visite-nos

    ResponderExcluir
  3. Cris esse é um dos meus favoritos,no início br
    em imaginei que ela estava flertando com o próprio marido,adorei você ter feito um conto onde deixa claro o quando amamos e desejamos nossos parceiros mesmo com tanto tempo juntos.
    Parabéns Cris você arrasa sempre 👏👏
    Beijinhos minha linda😘

    ResponderExcluir