sexta-feira, 14 de julho de 2017

A três


"Puta que pariu,fodeu!"
Esticando a mão ele se apresentou:
-Boa noite,sou Mário.Posso me sentar aqui?
-Olha cara,não quero confusão,já estou indo embora e...
-Calma.Relaxa...Disse Mário enquanto se sentava em frente á ele.
Nesse momento,a loira retornou,e se sentou do lado de André.
-Essa é minha esposa Renata.
Sem entender o que estava acontecendo,ele a olhou,e ela sorriu.
Começaram a conversar como se fosse uma situação normal,e apesar de achar estranho,André foi se soltando aos poucos. "Foda-se" ele pensou.
Mário tinha 36 anos,era magro,estatura média e se vestia de forma discreta e elegante.Renata tinha 30 loira,dona de um corpo escultural e uma boca carnuda era uma das mulheres mais lindas e gostosa que André já tinha visto.Ela usava um micro vestido preto,e um salto que a fazia se destacar ainda mais. Contaram que são casados há três anos e souberam que André,que tinha 25 anos,e era um negro lindo,alto e forte de 25 anos, solteiro sem filhos gostava muito de viajar, estava estudando pra alcançar seus objetivos profissionais.Logo o papo chegou no sexo,e começou a esquentar.
André deixou claro que vivia movido a sexo. Adorava viver novas experiências,porém não se apegava a ninguém. Ele fazia questão de ter sua liberdade pra fazer da sua vida o que quiser.
-Notei que você e minha mulher,estavam se olhando.
Ele ficou surpreso,e quando começou a responder,foi interrompido:
-Tudo bem,eu sei que é dificil resistir. Ainda mais,porque ela não facilita né? Ficou te encarando com essa cara de safada,ela não pode ver um novinho que já se assanha toda.
Mário piscou para a esposa,que sorria com cara de safada.
André estava confuso,sem saber o que pensar e ainda processando o que acabara de ouvir.
-Somos um casal liberal André. Adoramos dividir nossa cama com outros homens e mulheres. Já estamos nesse meio há algum tempo. Hoje era pra ser uma noite só nossa,mas assim que chegamos percebi que minha esposa se sentiu atraída por você.
André não podia acreditar no que estava acontecendo. Claro que ele sabia da existência de casais liberais,mas nunca tinha passado por essa situação. Pensava que abordagens como essa,aconteciam apenas em lugares próprios para putarias e orgias desse tipo,e não em um “lugar comum” como aquele.
Mas,já que estavam ali,porque não?! Conversaram um pouco sobre o mundo do swing e menage,o que o ajudou a desconstruir um pouco a imagem que ele tinha desse meio.
A conversa ficou quente e animada,quando eles começaram a relatar algumas de suas experiências,o que estava deixando André visívelmente excitado.
Até que Renata com uma voz doce e meiga,perguntou a Mário:
-Amor,posso?
-Ah mas você não se aguenta mesmo né? Pode sim amor...
No mesmo instante em que a autorização foi dada,Renata colocou a mão por baixo da mesa,bem em cima do pau de André que ja estava duro.
Ele olhou para Mário,que apenas bebericava sua bebida e observava sua reação.
-Ele já está pronto pra ir meu bem. Ela disse para o marido,sem parar de acariciá-lo.
Pediram a conta e pagaram a conta,e saíram excitados e animados em direção ao estacionamento.
No carro,André se entou no banco de trás,e Renata se sentou ao lado do marido que disse:
-Amor,que coisa feia! Sente-se la atrás com nosso convidado. Afinal,seu sei que você esta louca pra dar as boas vindas.
-Te amo meu amor! Renata beijou o marido e pulou pro banco de trás fazendo com que seu vestido subisse ainda mais,revelando que estava sem calcinha por baixo.
Mal começaram a se movimentar e Mário ouviu barulhos já conhecidos vindos do banco de trás. Ajustou o retrovisor e viu sua esposa sugando ávidamente o pau de André que era bem maior do que havia imaginado. André gemia e a segurava pelo cabelo.
-Amor,olha esse pau que delícia!grande e grosso do jeito que eu adoro.
Mário abriu a calça e colocou o pau duro pra fora,tentando se concentrar na direção. Entrou no primeiro motel que avistou,e quando estava pegando a chave,André anunciou:
-Ah,vou gozar! Vai sua cachorra,vou gozar na sua boca. E gemendo alto,esporrou na boca de Renata,que engoliu tudo e se levantou sorrindo satisfeita.
Mario sorriu,pegou a chave e se dirigiu pra suíte com o pau latejando de tesão.

Continua...

Cris.

11 comentários:

  1. Puta que pariu digo eu...arrasou Cris,está e parabéns,não vejo a hora de ler a continuação desse delicioso e excitante conto.
    Beijinhos minha Linda 😘
    Anita G.

    ResponderExcluir
  2. Tô vendo que as meninas ai andam demais eihnnn ... que gostoso ler estes contos... Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. O inicio apresenta-se maravilhoso. Fiquei curioso no que vem a seguir...
    .
    Hoje escrevi sobre o uso de Strap on, no homem
    .
    Deixo um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A continuação virá em breve Gil.Obrigada pela visita.

      Outro abraço.

      Excluir
  4. Muito interessante esse conto, imagino que a continuação seja bem prazeroso igualmente a este.

    Arthur Claro
    http://www.seminudez.blogspot.com

    ResponderExcluir