sexta-feira, 30 de junho de 2017

Amantes sem Limites(Parte 4)

Segunda-feira:

Acordei e fui para o banho não me demorei, coloquei um vestido preto bem justo e minha sandália preta de salto, arrumei o cabelo e passei uma maquiagem leve que usava todos os dias, fui até o quarto onde meu marido dormia e o beijei dando tchau.

Meu marido se chama Marcos, tem a mesma idade que eu 26 anos, branco, cabelos negros da cor dos olhos, trabalha num consultório de odontologia, estamos casados a 7 anos e tenho plena certeza que ele é apaixonado por mim, nosso relacionamento entrou na rotina, o que não tem me agradado, já não tem mais clima para sexo e nem diálogo, não vou dizer que ele é um marido ruim porque se falasse estaria mentindo, o problema é que nos tornamos mais amigos do que marido e mulher, ele não percebe isso.

Cheguei na empresa e estava com a impressão que todos me olhavam, fiquei com medo que percebessem que estava sem calcinha mas agi normalmente, cheguei a minha sala e meu chefe já foi falando.

-Júlia pegue suas coisas você vai ficar na mesma sala que Cezar e Victor.

Fiquei sem entender mas fui até minha nova sala, chegando lá tinha uma mesa do lado da porta onde ficava o antigo sofá, dessa mesa dava visão para as duas outras mesas a de Victor que ficava a minha frente e a de Cezar que ficava na parede lateral mas que dava para me ver perfeitamente.

-Bom dia meninos, fiquei sabendo que aqui vai ser minha sala.

Os dois me olharam de cima a baixo, senti o olhar de desejo daquele dois homens.

-Bom dia!

Respondeu Victor vindo até mim e me guiando para minha mesa.
-Obrigada Victor!

-Por nada princesa!

Victor falou me dando um beijo no canto da boca.

Olhei para Cezar e ele não me disse nada, apenas sorriu de canto da boca, o que já foi suficiente para me deixar molhada.

Já havia arrumado todas as minhas coisas na mesa e estava trabalhando, quando meu celular vibra.

-Gostou da sua nova sala vadia?

Era uma mensagem de Cezar, olhei para ele que me olhava me comendo com os olhos, acenei com a cabeça e voltei a trabalhar.

*Celular vibra*

-Está sem calcinha safada?

-Sim, estou!

-Quero ver!

-Está louco?

-Levante mais um pouco o vestido e abra as pernas!

Fiquei sem ação, aquilo de alguma forma me deixou excitada, não pensei muito e disfarçadamente levantei meu vestido e abri um pouco as pernas deixando a mostra meu sexo.

-Ah que delícia, depiladinha!

-Rsrsrs.

-olha o volume da minha calça!
Olhei por debaixo sua mesa e pude perceber a sua ereção.

-Vadia, faça algum barulho para atrair o olhar de Victor.

-Não, está maluco!

-Eu quero que você deixe ele louco.

Olhei para Victor ele estava concentrado, fiquei com receio de fazer e ao mesmo tempo com vergonha, mas aquele joguinho me excitava, então peguei a xícara de café que já estava vazia e dei um jeito de derruba-la em cima da minha mesa fazendo barulho, nesse momento Victor me olhou vendo completamente a minha boceta, ele se ajeitou na mesa e tentou disfarçar, eu não o olhava a continuava fazendo meu serviço fingindo que não tinha percebido que estava mostrando meu sexo.

Percebi que Victor estava desconfortável não sabia como agir diante da situação.

*Celular vibra*

-Porra gostosa, quero te comer!

-Estou molhada!

Disse olhando para Cezar dando uma piscadinha.

-Ele só pode ver, porque essa boceta é minha!

-Rsrs.

Ele estava me exibindo para Victor e eu estava gostando da ideia, não via a hora e ficar a sós com ele.

Olhei disfarçadamente para mesa de Victor e pude perceber o volume em sua calça, ele não parava de olhar o que me excitava ainda mais.
Ficamos o dia todo nesse joguinho, Victor olhava para minha boceta sem disfarçar e eu fingia que nada via, até conversava com ele como se nada estivesse acontecendo, tinha gostado de ficar exposta feito uma vitrine, só que essa ele só ia olhar.

Nosso expediente havia acabado, minha boceta pulsava de desejo, precisava ser preenchida, queria sentir os toque de Cezar, sentir cada pedaço daquele corpo.

Continua...

Beijinhos


Anita G.


Um comentário:

  1. AAAhh Querooo a continuação! Mas que safada. rsrs adoro esse tipo de brincadeira.

    Beijos,Cris.

    ResponderExcluir