sábado, 7 de dezembro de 2013

Além do véu de Diana

Estava tomando um café enquanto  aquela mulher falava sobre vários assunto,lia e relia textos daquele livro,me explicava,mas minha cabeça ficava rodando,pensava em inúmeras coisas que eu poderia estar fazendo,as vezes eu fazia cara de que estava prestando atenção em tudo que ela me dizia,as vezes até dava um sorrisinho.

Depois de um bom tempo que ela estava falando sobre suas doutrinas e crenças eu já estava ficando convencida de que ela realmente era uma mulher muito religiosa e que jamais teria coragem de fazer o que estava prestes a acontecer,pedimos a conta e fomos embora conversando,chegando em casa convidei à para entrar,pois mesmo não concordando com seu estilo de vida(de que para ter uma crença precisa mudar seus trajes,modo de viver,ser alguém só por aparência)nós eramos muito amigas,sempre pedia conselhos para ela(Diana),ela entrou e se sentou no sofá,me sentei ao seu lado e comecei a conversar,perguntei sobre varias coisas até chegar num assunto que de inicio ela se fez de desentendida mas logo foi falando sobre seus relacionamentos amoroso.

Confesso que nunca imaginei que por de trás daquelas roupas enormes,sembrante serio,havia uma mulher muito safada e fogosa,mas isso era muito pouco perto do que ainda iria acontecer.

Depois de muitas conversas e risadas,pois estava adorando ver como ela se soltava e era ela mesmo,sem receio,vergonha,sem se fazer de santa,ela tirou sua camiseta larga ficando apenas com um top e sua saia longa,olhei seu corpo e pude perceber como ela era uma mulher atraente, percebendo que eu admirava seu corpo e perguntou o que estava achando,eu disse que estava adorando poder ver um pouco mais do seu corpo e que ela era uma mulher muito atraente.

Ela então soltou seus cabelos longos e negros em seguida tirou sua saia ficando apenas com sua calcinha FIO DENTAL,no momento fiquei sem reação,pois Diana estava se mostrando quem realmente era,uma mulher linda com desejos.

Diana se aproximou de mim beijou minha boca,suas mãos passeavam pelo meu corpo retirando as alças do meu vestido deixando-o cair no chão,meus seios amostras ela desliza suas mãos acariciando um por um e mordiscando levemente os biquinhos que estavam rígidos,ela não parava e descia cada vez mais sua boca pelo meu corpo parando na minha virilha olhou delicadamente para mim,naquele momento eu pude perceber que ela era uma mulher como qualquer outra,tinha seus desejos e que teria que realizá-los.

Levei ela para o quarto e nos deitamos na cama entre beijos,minhas mãos percorriam seu corpo e as suas percorriam o meu,nossas pernas entrelaçadas e o desejo tomando conta de nós,naquele momento não pensávamos em nada além do nosso próprio prazer,minhas mãos entre suas pernas e suas mãos entre as minhas,uma brincando com a outra.

Depois de algum tempo,nos posicionamos na posição 69,sentia sua língua passeando pela minha boceta,pequenas mordiscadas no meu clítoris seguida de lambidas,com a mesma intensidade eu chupava Diana,mordiscava seu clítoris,passava minha língua por sua boceta,conforme eu sentia sua língua me chupando,mordiscando,adentrando em minha boceta eu fazia com ela,poder dar e receber prazer era maravilhoso,podia sentir seu corpo vibrar em baixo do meu,sentia seu gosto em minha boca,enquanto meu corpo se contorcia de prazer,sua boceta pulsava em minha boca e a minha pulsava em sua boca,nossos corpos caídos sobre a cama,nossos dedos entrelaçados,em seu rosto um sorriso.

Depois de um tempo ela teve que ir para a igreja,ficamos mais algumas vezes,mas nada serio.Aliais a religião dela jamais permitiria.

Beijinhos

Anita

P.S. Deixando bem claro não tenho nada contra alguma religião.

3 comentários: